segunda-feira, 3 de julho de 2017

Domingo de rua. :)

Recordo agora um domingo em que eu tive que ir a Universidade.
Aquele dia de ruas desertas, tempo nublado, ora era um deslumbramento com alguma planta florida no caminho ora era um medo com alguma moto que passava. Na verdade a atmosfera das ruas no domingo é um tanto assustadora, passa um mendigo descalço, é medo, vem vindo um carro mais atarantado, é medo, alguém de ar suspeito, é medo.
De repente eu vou me aproximando de uma das entradas da Universidade e não sei o que me acometeu, se foi o vento que sobrou mais brando, se o tempo se tornava mais ameno, se foram os raios solares que estavam com pretensão exibicionista. Não sei. Mas suspeito que de grande contribuição tenha sido a cena em que me deparei: Um homem com dois cachorros, um de porte médio com coleira e outro de pequeno porte sem coleira, daqueles cachorros pequenininhos, agitados. O homem foi atravessar a rua, segurou com uma das mãos o cachorrinho rente ao corpo e com a outra mão segurava a coleira do outro cachorro, olhava com atenção para o trafego dos carros, acredito que nem me notou, mas já aí eu fui apaziguando as emoções do medo das ruas, se fizeram tão seguras kkkkk

Nenhum comentário:

Postar um comentário